Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Participação do PR na 76ª sessão das Nações Unidas custa 2 biliões e 500 milhões de kwanza aos cofres do Estado Detidos marginais que simulavam serviço de táxi e roubavam telemóveis aos passageiros Assaltos à mão armada: Motoqueiros armados com AKM tiram o sono as Forças de Defesa Segurança Huíla: Detidos cidadãos com mais de 2 milhões de dólares falsos
×

Colégio Filipe Fragata: PGR morde os calcanhares de Félix Matias Neto

Colégio Filipe Fragata: PGR morde os calcanhares de Félix Matias Neto


Está a decorrer o julgamento, em Luanda, do caso “Colégio Filipe Fragata” que envolve Félix Matias Neto e Micaela Fragata.

Em Fevereiro de 2019, os pais de crianças que haviam matriculado os seus filhos no colégio Filipe Fragata, situado no bairro do Prenda, rua do Posto Médico, 3º largo, foram surpreendidos com o encerramento do referido colégio, por causa de desentendimento entre a proprietária do imóvel e o seu ex-sócio.

Micaela Fragata reclama titularidade da escola, enquanto que Félix Neto diz ter pago tempo suficiente para exploração do espaço.

No entanto, a Procuradoria Geral da República (PGR), abriu um processo contra Félix Mátias Neto, por falsificação de documentos e o não pagamento de obrigações ao Estado.

Na audiência de quinta-feira, 09,  no tribunal de comarca do Benfica, o grupo de advogados de Fragata  esteve devidamente preparado para seguir com processo, quando a defesa do arguido, Félix Matias Neto, após insistência alegou que recorreu ao tribunal no dia 01 do corrente mês solicitando o adiamento da audiência por não ter tido tempo suficiente para estudar o caso, e o tribunal assim entendeu.

 A próxima audiência está marcada para o dia 21 de Outubro do corrente ano. O Na Mira do Crime continuará a acompanhar milimetricamente o desfecho caso.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados