Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Máfia no recrutamento militar: SIC desmantela grupo de militares com mais de 110 bilhetes falsos Fiscalização de Viana ‘deixa cair’ 32 'casas' por ocupação ilegal de terreno Efectivo dos Serviços Prisionais mata a tiro jovem de 19 anos de idade Não há qualquer processo aberto contra Adalberto Costa Júnior - Garante PGR
×

Administrador do Zango autoriza a colocação de um antena de telefonia no meio da rua

Administrador do Zango autoriza a colocação de um antena de telefonia no meio da rua


Um buraco de 10 metros quadrado, foi escavado em plena rua do Distrito Urbano do Zango I, no Largo do Ambiente, por detrás da Igreja Católica para colocação de uma antena de telefonia, da empresa Africell.

Por Matias Miguel

No entanto, e para espanto de todos, os moradores começaram a reclamar, uma vez que, segundo sabiam, é que estava de facto para ser instalada uma antena da Africell, (empresa que ganhou o concurso para nova operadora móvel em Angola) no quintal da igreja Pentecostal e não em plena rua.

João Bruno, de 32 anos de idade, morador da zona, disse lamenta o facto, e ponta outros locais menos constrangedores.

“Temos aqui espaços adequados, como dentro da Igreja Pentecostal ou mesmo dentro da floresta. Agora, aqui na rua?  considero a ideia absurda, e estas antenas não deveriam ser colocadas junto as residências, porque vai acabar por ser brinquedo para as crianças”, alertou, acrescentando que "isso só pode iniciativa de alguém que quer vender a rua”.

Bernardo António, de 53 anos, disse que a situação é triste, uma vez que a antena esta a ser aplicada em plena rua, oque vai dificultar a circulação das pessoas e das viaturas.

“Na condição de morador do bairro, tenho  o direito de reivindicar juntos as instancias superiores, que venham averiguar esta pouca vergonha, alguém tem que tomar conta da situação, aliás, uma inspecção seria o ideal”, exigiu.

O NA MIRA DO CRIME sabe que a antena estava prevista para ser montada no interior da Igreja Pentecostal, depois de tudo acertado, surge o pedido de cedência de espaço em nome de Franklim Almeida.

Dinheiro em jogo?

A Africell nas últimas semanas, tem estado a desdobrar-se a procura de espaços na capital de Luanda, para instalar as suas antenas. Para tal, a empresa tem arrendado espaços no valor de até 200 mil kwanzas/mês. Segundo fonte do NA MIRA junto da administração, a colocação desta antena naquele espaço público, poderia custar a empresa dois milhões e 400 mil kwanzas por ano.

 Administrador distrital acusa o seu adjunto de o ‘armadilhar’

O Na Mira foi tirar satisfações junto da do administrador do Distrito do Zango, João Sonhi, que explicou que assinou uma declaração provisória de cedência de espaço de 100m2, por confiar no seu auxiliar para Área Técnica.

“Eu pessoalmente não posso estar a visitar espaço solicitados por munícipes, quando tenho auxilares indicados”, disse, acrescentando que, infelizmente, teve uma surpresa negativa. “Mas garanto que a antena não será colocada naquele local, mas sim dentro da Igreja como era previsto”.

Por sua vez, Azevedo Silili, administrador adjunto para Área Técnica, explicou que os técnicos da Africell é que erraram o local.

“Não nos contactaram no memento da escavação, não é concebível que eu, como técnico, indicar a escavação de um buraco em plena rua”. Segundo o nosso entrevistado, Frankin Ameida solicitou, de facto, um espaço naquela zona.

 

 

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados