AVC: Sinais de alarme (alguns discretos) que jamais deve ignorar - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Mototaxistas tentam invadir Comando Municipal de Viana Sexo e bebedeiras no posto de Polícia: Agente da polícia espanca namorada no interior da esquadra Sobrinho que matou o tio por causa de 2 milhões de kwanzas condenado a 20 anos de cadeia Oito meses de Cadeia: Tribunal do Dande condena marginais envolvidos em grupos de rixas
×

AVC: Sinais de alarme (alguns discretos) que jamais deve ignorar

AVC: Sinais de alarme (alguns discretos) que jamais deve ignorar


Nota que um dos lados da face está descaído? A boca está 'de lado'? Tem falta de força num braço? Pedir ajuda a tempo é fundamental e, perante estas queixas, é urgente telefonar para o 111 e atuar o mais rapidamente possível. O mais provável é tratar-se de um caso de acidente vascular cerebral (AVC) e reconhecer os reconhecer os sinais é essencial para agir rapidamente e minimizar os danos. 

Os sinais de alerta mais comuns são o desvio da cara, a falta de força num dos lados do corpo, quer seja no braço ou na perna. Pode também existir dificuldade em falar e de entendimento, bem como confusão, segundo um artigo revisto por Alexandra Malheiro, especialista em Medicina Interna do Hospital Lusíadas Porto. 

Mas há mais. Também podem ser sinais de AVC alteração de visão em um ou ambos os olhos, dificuldade em andar, tonturas ou falta de equilíbrio, dor de cabeça severa e sem causa aparente, sensação súbita em minutos ou horas de náusea e vómito, assim como um breve período de ausência ou diminuição de consciência (desmaios, confusão, convulsão ou coma).

Nos últimos anos, Angola tem registado vários casos de AVC, em diferentes idades. A doença não só afeta o cérebro como pode provocar uma deficiência súbita, por entupimento (AVC isquémico) ou rotura (AVC hemorrágico) de uma artéria cerebral. 

C/NM

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados