Marginais ferem gravemente jovem de 29 anos em Cacuaco - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Capturados marginais que violaram professora de 54 anos de idade, vítima foi golpeada com martelos na cabeça TALATONA: Marginais vestidos com coletes do SIC sequestram irmãs e pedem resgate de 2 milhões de Kwanzas DIIP-Zango detém marginal altamente perigoso de nome “Boutique” Grupo de marginais “Craveras” e “Os Tribunais” controlam parte do Zango 4
×

Marginais ferem gravemente jovem de 29 anos em Cacuaco

Marginais ferem gravemente jovem de 29 anos em Cacuaco


Uma jovem de 29 anos de idade identificada como sendo Isabel Sebastião João da Silva, moradora no bairro Boa Esperança distrito urbano do Kicolo, município de Cacuaco, ficou gravemente ferida, no último domingo, 31, em consequência de uma agressão protagonizada por indivíduos desconhecidos.

Por: Kihunga Bessa

Tudo aconteceu quando a jovem se encontrava de visita à sua mãe, naquele bairro por onde também se encontravam se seus filhos.

Segundo uma das amigas, foi por volta das 21 horas quando a mesma estava sentada em casa da vizinha da sua mãe, apreciando a feira que havia por ai próximo.

"De repente, ouvimos uma discussão e, ao me aproximar, apercebi que era a mulher do meu sobrinho", contou, acrescentando que Isabel, na tentativa de apaziguar a confusão, um jovem conhecido apenas por Dj Manix e seus amigos insurgiram-se contra ela e agrediram-na.

Ela acrescentou que tentou evitar o pior, mas eles dispunham vários objectos contundentes afastava se do local , mas não foi possível porque os jovens disferiam alguns objectos contundentes, provocando ferimentos graves, ao ponto de Isabel ficar inconsciente.

Maria Pedro Lopes, mãe de Isabel, informou revoltada que por pouco a filha teria morrido e só não morreu porque tinha muito cabelo na cabeça.

Disse ainda que, até ao momento, encontra-se em estado difícil, porque a mesma queixa- se de fortes dores no corpo, principalmente na cabeça.

Questionada se já fez participação à esquerda próxima no bairro, Maria diz não confiar na polícia local. E pede apenas a presença dos autores para a responsabilização da paciente que desde domingo não consegue andar e que tem dificuldade de se alimentar.

O NA MIRA DO CRIME sabe que os autores do crime são conhecidos no bairro, mas, de momento, estão foragidos.

No entanto, o marido de Isabel e seus irmãos prometem procura-los a fim de fazerem justiça por mãos próprias por tudo que fizeram.

Mas dentre eles, há quem pense que a melhor solução é detê-los e encaminhá-los à esquadra mais próxima.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados