Franco Mufinda: Um quadro de qualidade que merecia (ce) contribuir com o seu saber no Executivo - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Novo aeroporto tem capacidade para movimentar 15 milhões de passageiros por ano LIMA realiza segunda reunião ordinária com olhos postos no empoderamento da mulher NOTA NEGATIVA: Péssimo trabalho do GCI-MININT condiciona trabalho da Imprensa Cidadão nigeriano detido pelas forças policiais de Belas com mais de cem placas electrónicas furtadas  
×

Franco Mufinda: Um quadro de qualidade que merecia (ce) contribuir com o seu saber no Executivo

Franco Mufinda: Um quadro de qualidade que merecia (ce) contribuir com o seu saber no Executivo


O Doutor Franco Cazembe Mufinda, elegendo aqueles que têm a ficha limpa, devia figurar da lista que não se mexe dentro de uma equipa ganhadora. Mas depois de mais de três anos, eis que, contra todas as expectativas, o epidemiologista foi apeado da Secretaria de Estado de Saúde para descansar.

Por: Mara Mirandela

Desconhecido nas lides políticas e do seu pelouro, o Doutor Mufinda despontou na fase da Covid-19, quando apresentava os balanços diários. Afinal, ele é muito mais que um apresentador de balanços.

O Ex- Secretário de Estado da Saúde é dos poucos epidemiologistas e sanitaristas que o país têm.

É Doutorado em Saúde Pública pela Universidade Nova de Lisboa.  Podem existir muitos médicos da sua especialidade, mas com performance dele, são poucos, isso dito por colegas.

"São médicos com esta categoria é responsabilidade que o país precisa", advogou um colega seu, com quem labutou desde o Namibe, onde Franco Mufinda se notabilizou tanto como médico, assim como militante do MPLA.

Segundo o médico em referência, Mufinda, por onde passou, tanto como Chefe de Departamento de Saúde Pública e Controlo de Endemias da Direcção Provincial de Saúde do Namibe, Angola, assim como professor da Universidade Mandume Ya Ndemufayo onde orientou as monografias de fim de curso em Ciências de saúde, "o seu rasto é seguido por muitos".

A sua indicação para ao cargo de Secretário de Estado da Saúde, segundo os seus "companheiros de estrada", foi bem pensada e calhou mesmo numa boa altura, porque depois apareceu a fase da Covid-19, onde especialistas como o Doutor Franco Mufinda eram muito solicitados.

Sem crucificaram a decisão da sua exoneração, consideram que ele era uma pessoa certa no que fazia.

"Até porque ele devia servir de exemplo de muitos que foram reconduzidos", diz Alberto Figueira, outro médico.

Caso não for achado no Executivo saído das eleições de 24 de Agosto, certamente muitos hospitais de referência precisarão dos seus bons préstimos, conforme auguram os colegas.

NOMEADOS

 

O Presidente da República decreta, nos termos da alínea d) do artigo 119º e do nº 4 do artigo 125º, ambos da Constituição da República de Angola, o seguinte:

São nomeadas as entidades para os cargos abaixo designados:

MINISTÉRIO DA DEFESA, ANTIGOS COMBATENTES E VETERANOS DA PÁTRIA

1. José Maria de Lima, para o cargo de Secretário de Estado para a Defesa Nacional;

2. Afonso Carlos Neto, para o cargo de Secretário de Estado para a Indústria Militar;

3. Domingos André Tchikanha, para o cargo de Secretário de Estado para os Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria;
 

MINISTÉRIO DO INTERIOR


4. José Paulino Cunha da Silva, para o cargo de Secretário de Estado para o Interior;


5. Carlos Armando Albino, para o cargo de Secretário de Estado para o Asseguramento Técnico;


MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES
6. Esmeralda Bravo Conde da Silva Mendonça, para o cargo de Secretária de Estado para as Relações Exteriores;
7. Domingos Custódio Vieira Lopes, para o cargo de Secretário de Estado para a Cooperação Internacional e Comunidades Angolanas;


MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

8. Maria Auxiliadora Fragoso Pascoal Ramiro, para o cargo de Secretária de Estado para Administração Finanças e Património;


9. Juciene Clara Daniel Cristiano de Sousa, para o cargo de Secretária de Estado para o Orçamento e Investimento Público;


10. Ottoniel Lobo de Carvalho dos Santos, para o cargo de Secretário de Estado para as Finanças e Tesouro;


MINISTÉRIO DA ECONOMIA E PLANEAMENTO

11. Arsénio Orlando Satyohamba, para o cargo de Secretário de Estado para a Economia;


12. Milton Parménio dos Santos Reis, para o cargo de Secretário de Estado para o Planeamento;


MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO DO TERRITÓRIO


13. Teresa Luís José Fernandes Quivienguele, para o cargo de Secretária de Estado para a Administração do Território;


14. Márcio de Jesus Lopes Daniel, para o cargo de Secretário de Estado para as Autarquias Locais;


MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E DOS DIREITOS HUMANOS


15. Evaristo José Solano, para o cargo de Secretário de Estado para a Justiça;
16. Ana Celeste Cardoso Januário, para o cargo de Secretária de Estado dos Direitos Humanos;
 

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, TRABALHO E SEGURANÇA SOCIAL
17. Amélia Augusto Varela, para o cargo de Secretária de Estado da Administração Pública;


18. Pedro José Filipe, para o cargo de Secretário de Estado para o Trabalho e Segurança Social;

 

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E FLORESTAS


19. João Manuel Bartolomeu da Cunha, para o cargo de Secretário de Estado para a Agricultura e Pecuária;


20. André de Jesus Moda, para o cargo de Secretário de Estado para as Florestas;

 

MINISTÉRIO DAS PESCAS E RECURSOS MARINHOS


21. António José da Silva, para o cargo de Secretário de Estado para as Pescas e Recursos Marinhos;

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO


22. Ivan Magalhães do Prado, para o cargo de Secretário de Estado da Indústria;


23. Amadeu de Jesus Alves Leitão Nunes, para o cargo de Secretário de Estado do Comércio;

 

MINISTÉRIO DOS RECURSOS MINERAIS, PETRÓLEO E GÁS


24. Jânio da Rosa Corrêa Victor, para o cargo de Secretário de Estado para os Recursos Minerais;


25. José Alexandre Barroso, para o cargo de Secretário de Estado dos Petróleo e Gás;

 

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, URBANISMO E HABITAÇÃO


26. Manuel José da Costa Molares D’Abril, para o cargo de Secretário de Estado das Obras Públicas;


27. Adérito Adelino João Carlos Mohamed, para o cargo de Secretário de Estado para o Urbanismo e Habitação;

 

MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS


28. António Fernandes Rodrigues Belsa da Costa, para o cargo de Secretário de Estado para a Energia;
 

29. Manuel Quintino, para o cargo de Secretário de Estado para as Águas;

 

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES


30. Jorge Bengue Calumbo, para o cargo de Secretário de Estado para os Transportes Terrestres;


31. Emílio Vumpa de André Londa, para o cargo de Secretário de Estado para a Aviação Civil, Marítimo e Portuário;

 

MINISTÉRIO DAS TELECOMUNICAÇÕES, TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SOCIAL

 

32. Pascoal Borges Alé Fernandes, para o cargo de Secretário de Estado para as Telecomunicações e Tecnologia de Informação;


33. Nuno dos Anjos Caldas Albino, para o cargo de Secretário de Estado para a Comunicação Social;

 

MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO


34. Eugénio Adolfo Alves da Silva, para o cargo de Secretário de Estado para o Ensino Superior;


35. Alice de Fátima Pinto de Andrade de Ceita e Almeida, para o cargo de Secretária de Estado para a Ciência, Tecnologia e Inovação;


MINISTÉRIO DA SAÚDE


36. Carlos Alberto Pinto de Sousa, para o cargo de Secretário de Estado para a Saúde Pública;


37. Leonardo Europeu Inocêncio, para o cargo de Secretário de Estado para a Área Hospitalar;

 

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO


38. Pacheco Francisco, para o cargo de Secretário de Estado para o Ensino Pré-Escolar e Ensino Primário;


39. Gildo Matias José, para o cargo de Secretário de Estado para o Ensino Secundário;

 

MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO


40. Maria da Piedade de Jesus, para o cargo de Secretária de Estado para a Cultura;


41. Helder Jonas Leonardo Marcelino, para o cargo de Secretário de Estado para o Turismo;

 

MINISTÉRIO DO AMBIENTE


42. Abias Moma Huongo, para o cargo de Secretário de Estado para o Ambiente;


43. Paula Cristina Francisco Coelho, para o cargo de Secretária de Estado para a Acção Climática e Desenvolvimento Sustentável;

 

MINISTÉRIO DA ACÇÃO SOCIAL, FAMÍLIA E PROMOÇÃO DA MULHER
 

44. Lúcio Gonçalves Amaral, para o cargo de Secretário de Estado para a Acção Social;
 

45. Alcina Lopes da Cunha Kindanda, para o cargo de Secretária de Estado para a Família e Promoção da Mulher;

 

MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS


46. Francisco Boaventura Canjongo Chitapa, para o cargo de Secretário de Estado para a Juventude;

 

47. Teresa João Ulundo Oliveira, para o cargo de Secretária de Estado para os Desportos;
 

CONSELHO DE MINISTROS
 

48. António Fernando Neto Costa, para o cargo de Secretário Adjunto do Conselho de Ministros.

IGAE

Nomeado Sebastião Domingos Gunza, para o cargo de Inspector Geral do Estado.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados