Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Polícia começou hoje a "desarmar" as empresas de seguranças Cuito: Detido cidadão que matou adolescente e deitou corpo na fossa Gangues tiram o sono aos moradores do Zango III Marginal “abatido” por supostos agentes do SIC na Estalagem
×

Aliado do ex-presidente Yahya Jammeh condenado a pena de morte na Gâmbia

Aliado do ex-presidente Yahya Jammeh condenado a pena de morte na Gâmbia


A justiça da Gâmbia condenou, quarta-feira, um antigo aliado do ex-presidente Yahya Jammeh a pena de morte pelo assassinato do ministro das Finanças Ousman Koro Ceesay, decisão que dificilmente será executada devido à moratória sobre a pena de morte.

Yankuba Touray, que chegou a ser ministro de Jammeh por várias vezes, foi considerado "culpado do assassinato de Ousman Koro Ceesay", que foi encontrado queimado no seu carro oficial em Junho de 1995, e foi, assim, "condenado à morte", segundo o juiz do Supremo Tribunal de Banjul, Ebrima Jaiteh.

Segundo o juiz, a sentença deve ser aplicada "por enforcamento".

A lei gambiana prevê que o homicídio seja punível com a morte, mas o actual Presidente, Adama Barrow, declarou em 2018 uma moratória sob a pena capital -- aplicada pela última vez em 2012, quando 12 soldados foram fuzilados.

Os advogados de Touray anunciaram que iriam recorrer da decisão.

Yankuba Touray foi detido em Março de 2019, após uma audiência da Comissão para a Verdade e Reconciliação.

Em Janeiro último, a justiça da Gâmbia decidiu que o antigo ministro não estava protegido por qualquer imunidade, abrindo caminho para o seu julgamento.

Jammeh, que chegou ao poder em 1994 através de um golpe de Estado, liderou com punho de ferro um regime de repressão feroz, marcado  por casos de tortura, violações e execuções extrajudiciais.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados