Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Capturado mentor do assalto ao camião de trigo na Via Expressa Dirigentes da UNITA temem concorrer com ACJ para não serem rotulados como traidores Exclusivo: Sakala e Katchiungo ‘escondem’ a sete chaves cartada final para o Congresso da UNITA Cazenga: Jovem encontrado morto com os dedos cortados e um rasgão com a letra M nas costas
×

Polícia moçambicana detém jovem após matar avó por suspeitas de feitiçaria

Polícia moçambicana detém jovem após matar avó por suspeitas de feitiçaria


A polícia moçambicana deteve um jovem de 25 anos que terá matado e ateado fogo à avó, de 75 anos, por suspeitas de feitiçaria, no distrito de Funhalouro, sul de Moçambique, anunciou  fonte da corporação.

O jovem, residente em Maputo, capital do país, ter-se-á deslocado à província de Inhambane até à casa da avó, onde ficou alojado.

Durante a noite de sábado, terá assassinado a idosa, disse Juma Daúto, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Inhambane, em declarações a jornalistas.

"Tentando ocultar o cadáver, ele acabou incendiando a casa, queimando o corpo da respetiva avó", acrescentou.

Pelo menos 17 idosos foram assassinados em 2020 na província de Inhambane por acusações de feitiçaria, maioritariamente feitas por familiares, segundo os últimos dados avançados pela polícia.

O assassínio de idosos nas zonas rurais moçambicanas é geralmente perpetrado pelos seus parentes, normalmente filhos e netos, que os acusam de atos sobrenaturais, responsabilizando-os por desavenças familiares e infortúnios.

 

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados