Efectivo dos Serviços Prisionais mata senhora a tiro e fere duas outras pessoas com gravidade - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Mototaxistas tentam invadir Comando Municipal de Viana Sexo e bebedeiras no posto de Polícia: Agente da polícia espanca namorada no interior da esquadra Sobrinho que matou o tio por causa de 2 milhões de kwanzas condenado a 20 anos de cadeia Oito meses de Cadeia: Tribunal do Dande condena grupos de bandidos envolvidos em rixas
×

Efectivo dos Serviços Prisionais mata senhora a tiro e fere duas outras pessoas com gravidade

Efectivo dos Serviços Prisionais mata senhora a tiro e fere duas outras pessoas com gravidade


Um agente dos Serviço Prisionais de nome Adérito Manuel, está a ser acusado de fazer três disparos que atingiram quatro pessoas, no município de Cacuaco, zona da Vidrul, bairro Nazaré, Rua 1, junto ao mercado da Rua Cheia.

Por. Matias Miguel

De acordo com testemunhas, tudo começou na manhã de terça-feira, 07, do mês em curso, quando o acusado foi chamado pela namorada, depois de ser assaltada por um grupo de bandidos denominado “Caixa Baixa”.

Ângelo Gomes de Azevedo, de 43 anos de idade, pai de seis filhos, explicou ao NA MIRA DO CRIME que naquele fatídico dia acabou por perder a mulher, que foi vítima de um dos projetís que saiu da pistola do efectivo do MININT.

“Na terça-feira 07, quando parecia um dia normal, a minha esposa dirigiu-se ao mercado onde exercia a actividade de peixeira, para não voltar nunca mais”, chorou.  

“Encontrava-me em casa, quando os vizinhos foram avisar que a minha esposa tinha sido baleado por um Agente da Polícia, que veio tirar satisfações a um grupo de marginais que assaltou uma senhora, e retiraram 40 mil Kwanzas e o telefone. Ela chamou o namorado, descreveu às características dos marginais, e ele veio em defesa”, contou.

Segundo o viúvo, os marginais estavam no mercado, e tão logo o agente chegou, engravatou o marginal mais temido do grupo, conhecido por Lara, este sacou da cintura um facão pronto a disferir um golpe ao agente, na reacção, o efectivo do SME sacou a arma e efectuou três disparos, “o primeiro atingiu a minha esposa na região da nuca, e teve morte imediata, o segundo atingiu outra vizinha na testa, mas graças a Deus não morreu, o terceiro atingiu o marginal no braço, perfurou e foi atingir ainda uma outra senhora também no braço”.

Grupo Caixa Baixa tira o sono da população no bairro Nazaré

Lara, segundo investigações do NA MIRA DO CRIME, lidera um grupo de cerca de cinco jovens com idades compreendidas entre os 16 e 32 anos de idade, que têm tirado o sono dos populares da zona da Vidrul, sobretudo no mercado da Rua Cheia.

“Eles esperam as pessoas que levantam dinheiro no Banco e assaltam na normalidade, em plena luz do dia, para atormentar eles usam facões, outros andam mesmo armados com pistolas”, denunciaram. Segundo moradores, a Polícia tem conhecimento deste grupo, mas nada faz para os prender.

“Neste momento está detido o marginal Lara e o agente que fez os disparos, mas os comparsas do bandido estão aqui a fazer das suas, isso até já tornou-se normal, fazem assaltos não vão preso, e quando são detidos, não demoram na cadeia”, lamentaram.

Este Portal sabe que o processo do agente tem o número 4781/21 PGR.

O grupo Caixa Baixa criou ramificações, há um novo grupo de miúdos de 12 aos 14 anos, que têm assaltos zungueiras e peixeiras.

 

 

 

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados