Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Cuito: Detido cidadão que matou adolescente e deitou corpo na fossa Gangues tiram o sono aos moradores do Zango III Marginal “abatido” por supostos agentes do SIC na Estalagem Treze pessoas devoradas por Jacarés no Cuando Cubango
×

Ex-oficial de Saddam Hussein é o novo líder do Estado Islâmico

Ex-oficial de Saddam Hussein é o novo líder do Estado Islâmico


Chefe morto, chefe posto. No mesmo dia em que foi anunciada a morte de Abu Bakr al-Baghdadi o Estado Islâmico proclamou um novo líder do grupo terrorista.

O novo líder do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), Abdullah Qardash, é o confidente de Abu Bakr al-Baghdadi, que se suicidou quando se sentiu encurralado por uma missão das forças especiais norte-americanas, no noroeste da Síria, no sábado.

O Amaq, a revista da propaganda do Estado Islâmico, anunciou que Qardash foi indigitado para reconstruir a organização terrorista, sendo previsível uma onda de atentados, onde quer que o grupo tenha ainda forças para os executar.

Abdullah Qardash, que também usa o nome "Hjji Abdullah al-Afari", é um ex-oficial do exército iraquiano, que serviu às ordens do ditador Saddam Hussein, revela a revista norte-americana "Newsweek".

Conhecido como "O Professor", pelo trabalho como legislador das políticas do Estado Islâmico, tinha sido apresentado por Baghdadi, em agosto, como o líder desejado para o grupo terrorista, tendo assumido, então, as funções de responsável operacional.

Segundo a imprensa anglo-saxónica, Qardash é conhecido por ser cruel, mas uma figura muito popular entre as fileiras do EI.

Uma fonte dos serviços secretos na região do Médio Oriente disse duvidar que Baghdadi ainda estivesse a comandar o EI. Citado pela à "Newsweek", o líder morto no sábado apenas diria sim ou não às operações. O planeamento dos ataques estaria a cargo de Qardash desde 2017, quando Baghdadi ficou gravemente ferido num ataque dos EUA.

Qardash e Baghdadi conheceram-se em 2003, quando ambos foram detidos pelos EUA, em Bassorá, suspeitos de ligações à al-Qaeda, a organização terrorista fundada por Osama bin Laden, da qual nasceu o EI.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados