Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Promotores de prostituição de adolescentes detidos em Luanda Desmantelada rede de tráfico de marfim no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro Detidos efectivos das Forças Especiais que comercializam munições de AKM Polícia começou a "desarmar" empresas de segurança
×

Antigo delegado das Finanças do Cunene detido por peculato e branqueamento de capitais

Antigo delegado das Finanças do Cunene detido por peculato e branqueamento de capitais


Foi detido na manhã desta quarta-feira, 07, o ex-Delegado Provincial das Finanças do Cunene e o Chefe do Departamento de Contabilidade e Finanças, Património e Tesouro da Delegação de Finanças do Cunene, por prática dos crimes de peculato, participação económica em negócios, abuso de poder, associação criminosa e Branqueamento de Capitais.

De acordo com uma nota do SIC enviada ao Na Mira do Crime, que não avança os nomes dos detidos, os factos fazem referência ao período compreendido entre os anos de 2017 e 2020, em que os acusados terão delapidado o erário em cerca de quarenta e cinco Milhões, setecentos e vinte e três mil, Duzentos e Catorze Kwanzas e cinco cêntimos, cuja materialização se operava via de transferências de valores monetários às suas empresas, geridas por cônjuges e familiares, promovendo actos de contratação à favor das empresas, supostamente com a prestação de serviços e bens, desprovidos de regras e procedimentos de contratação pública.

De acordo com a mesma nota, os ilícitos têm ainda comparticipação de mais dois arguidos, que forjavam facturas para facilitar a justificação do dinheiro, resultante da simulação da prestação de serviços ou fornecimento de bens.

No âmbito da instrução preparatória do processo-crime registado no SIC / Cunene, os detidos foram ouvidos pelo Digno Magistrado do Ministério Público em primeiro interrogatório de arguido que determinou como medida de coacção pessoal a prisão preventiva destes.

Todavia, prossegue a instrução preparatória do processo-crime, tendo os acusados sido conduzidos para o Estabelecimento Prisional do Péu-Péu, em Ombandja.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados