Oito anos depois: Capturada cidadã nacional envolvida em burla de mais de 100 milhões de kwanzas - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Mototaxistas tentam invadir Comando Municipal de Viana Sexo e bebedeiras no posto de Polícia: Agente da polícia espanca namorada no interior da esquadra Sobrinho que matou o tio por causa de 2 milhões de kwanzas condenado a 20 anos de cadeia Oito meses de Cadeia: Tribunal do Dande condena grupos de bandidos envolvidos em rixas
×

Oito anos depois: Capturada cidadã nacional envolvida em burla de mais de 100 milhões de kwanzas

Oito anos depois: Capturada cidadã nacional envolvida em burla de mais de 100 milhões de kwanzas


Uma cidadã nacional, apenas identificada por Mimi, casada, de 54 anos de idade, foi detida na manhã desta terça-feira, 26, no bairro Catepa, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), em Malanje, acusada de associação criminosa, fraude na obtenção de crédito, burla por defraudação tendo sido lesado o Banco de Poupança e Crédito (BPC) em mais de cem milhões de kwanzas.

Por: Ngunza Chipenda

Dados apurados pelo NA MIRA DO CRIME dão conta que a cidadã em causa, no ano de 2014, com outras amigas, funcionarias do referido banco, realizaram um recrutamento de cidadãos, onde solicitavam cópias dos Bilhetes de Identidade, com promessas de emprego.

 De seguida, o grupo criava empresas fictícias em nome destas pessoas, procediam abertura de contas bancárias, e de forma irregular creditavam valores sem o cumprimento das formalidades legais.

Depois de um tempo, o banco entrou em contacto com os devedores, e estes, inocente, demarcavam-se de qualquer responsabilidade.

No entanto, alguns lesados abriram participações do SIC que despoletaram em investigações.

Descoberto o esquema, foi emitido o competente Mandado de detenção, porém, a acusada já se encontrava foragida, localizada no Brasil.

Passados 8 anos, pensando que estava tudo no esquecimento, Mimi decidiu regressar ao país e foi capturada na manhã de ontem, pelo SIC.

Este jornal sabe que decorrem diligências para detenção das demais envolvidas.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados