No coração de Luanda: Polícia desmantela associação criminosa que vende crianças ao preço de - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Filho mata a mãe ‘por engano’ no Huambo Lussaty e companhia começam a ser julgados hoje Mais de 40 corpos encontrados num camião abandonado no Texas Beneficiários do BPC Salário descontentes com morosidade denunciam actos de corrupção
×

No coração de Luanda: Polícia desmantela associação criminosa que vende crianças ao preço de 6 milhões de kwanzas

No coração de Luanda: Polícia desmantela associação criminosa que vende crianças ao preço de 6 milhões de kwanzas


Uma operação de inteligência policial levada acabo pelo Departamento de Investigação de Ilícitos Penais, afectos ao Comando Municipal de Luanda, desmantelou uma rede de tráfico de seres humanos, enraizados no centro da Capital do País, no município de Luanda, bairro Prenda.

Por: Ngunza Chipenda e Carla Nayara

De acordo com a investigação levada a cabo pelo NA MIRA DO CRIME, a actividade era feita por três famílias, e chamou atenção das autoridades, depois que o cidadão Vita Lando, deu participação no passado dia 18 de Maio, do desaparecimento da sua sobrinha de apenas 5 anos de idade, de nome Florença Bianga.

Depois de um trabalho aturado, entre a Secção Municipal de Investigação Criminal do Comando Municipal de Luanda, e o Serviço de Investigação Criminal (SIC ), foi possível localizar três residências no município de Luanda, bairro Prenda, onde o grupo organizava as operações.

Na investida, foram detidas as cidadãs Tchissola Mateus, "Tchissola", de 33 anos de idade, natural da Província da Lunda Norte e residente em Luanda, no bairro do Prenda.

Joel Zelembe Maiamba, "Joel" de 30 anos de idade, natural da Província do Uíge, residente em Luanda, no bairro do Catambor.

Marcos Macumbi, "Marcos" de 20 anos de idade, natural e residente em Luanda, no bairro do Prenda.

Quifuta Makita, "Quifuta" de 25 anos de idade, natural da Província do Uíge, e residente em Luanda, no bairro do Prenda.

Jóia Makita, "Jóia", de 23 anos de idade, natural da Província do Uíge e, residente em Luanda, no bairro do Prenda.

Num breve interrogatório, sabe este jornal que os detidos explicaram que a menor raptada está em posse do cidadão Júlio Makita Kama, até agora em parte incerta.

Porém, adiantaram que a intenção do cidadão é vender a menor, na província do Zaire, a elementos desconhecidos ao preço de 6 milhões de kwanzas.

O NA MIRA DO CRIME sabe que a associação é liderada pela cidadã Massola Makita, já detida no SIC-LUANDA, constituída arguida no Processo-Crime n: 6141/022-MP, acusada pelo crime de tráfico de seres humanos.

As autoridades aventam a possibilidade de ser uma rede internacional de tráfico de seres humanos, e, nos próximos dias poderá estar totalmente desmembrada. Quanto a menor Florença Bianga, diligências continuam no sentido de resgatá-la e trazê-la Sã e salva ao seio familiar.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados