Continua a ‘caça’ ao dono da empresa Xtagiarious, SIC apreendeu 16 imóveis de Edson de Oliveir - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Capturados marginais que violaram professora de 54 anos de idade, vítima foi golpeada com martelos na cabeça TALATONA: Marginais vestidos com coletes do SIC sequestram irmãs e pedem resgate de 2 milhões de Kwanzas DIIP-Zango detém marginal altamente perigoso de nome “Boutique” Grupo de marginais “Craveras” e “Os Tribunais” controlam parte do Zango 4
×

Continua a ‘caça’ ao dono da empresa Xtagiarious, SIC apreendeu 16 imóveis de Edson de Oliveira

Continua a ‘caça’ ao dono da empresa Xtagiarious, SIC apreendeu 16 imóveis de Edson de Oliveira


O Serviço de Investigação Criminal (SIC), através da sua Direcção Central de Combate aos Crimes Financeiros e Fiscais, mediante mandado de Revista, Busca e Apreensão, apreendeu nove imóveis localizados no município de Viana, Distrito Urbano do Zango, Luanda Limpa e selou sete 7 imóveis, situados no Zango 5-8000, pertenças do cidadão Edson Caetano de Oliveira, proprietário da empresa Xtagiarious Finance, contra quem recaem acusações da prática dos crimes de usura e Associação Criminosa, consubstanciado no recebimento de centenas de milhões de kwanzas de diferentes pessoas com promessas de reembolso no período de 6 meses, com juros de 15por cento, sobre o valor aplicado, o que nunca se concretizou.

Por: Belchior Resende

De acordo com o SIC, a apreensão é resultante de 18 processos-crime em curso, onde são queixosos vários cidadãos contra Edson Caetano de Oliveira.

 Importa referir que num comunicado do BNA, fazia referencia que a empresa do acusado não estava habilitada a exercer qualquer actividade financeira sujeita a sua supervisão, sobretudo na captação de depósitos e aplicações monetárias, actividades estas, reservadas às instituições financeiras bancárias.

Diante da gravidade dos factos e de inúmeras denúncias apresentadas, e feitas formalmente queixas, foi o cidadão Edson Caetano de Oliveira, constituído arguido, por fortes indícios na prática dos crimes de usura e Associação Criminosa, pelo que diligências prosseguem para sua localização e detenção, no quadro da responsabilidade criminal pelos factos que lhe são imputados.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados