Cidadãos queixam-se de corrupção no posto de Registo Civil do Kikolo, os nomes estão identificad - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

URGENTE: Acidente de viação no Patriota envolvendo 4 viaturas mata efectivo da PNA Governador de Luanda faz primeira visita de auscultação Detido cidadão que matou amigo e tentou desfazer-se do corpo queimando-o com plástico Fim de 'Balotelli' - Líder do grupo UTC morto à facada e cortado pénis pelo grupo rival
×

Cidadãos queixam-se de corrupção no posto de Registo Civil do Kikolo, os nomes estão identificados

Cidadãos queixam-se de corrupção no posto de Registo Civil do Kikolo, os nomes estão identificados


Vários cidadãos que frequentam o Posto de Registo Civil localizado na Praça da Kombuessa, Distrito Urbano do Kikolo, município de Cacuaco, em Luanda, reclamam de actos de corrupção praticados por funcionários da instituição e por seguranças que aí funcionam..

Por: Kihunga Bessa

Os utentes dizem ter dificuldade em emitir os  Assentos de Nascimento e Bilhete de Identidade,  por causa dos maus hábitos adquiridos pelos funcionários.

 Em exclusivo ao NA MIRA DO CRIME, os utentes explicaram que é uma tarefa hercúlea tratar documentos naquela instituição, uma vez que os documentos não são emitidos sem que para o caso paguem 3, 4 ou até 10 mil kwanzas para verem o problema solucionado com urgência.

 “São os próprios seguranças que começam, tem um que se chama Bigodinho, e um outro chamado Máquina, que são os braços direitos da dona Carla, que é a chefe do posto de registo”, denunciaram, acrescentando que, estes são os principais “mixeiros”, e que muito dificultam a vida dos utentes.

"Nós sabemos que o registo civil é gratuito, mas nos cobram dinheiro, mesmo até na fase de campanha pagamos, porque  aqui quem não paga gasosa em mãos dos mixeiros não recebe documentos”, lamentaram.

Se não pagar bilhete não sai

Os utentes dizem-se agastados com esta prática, e pedem intervenção urgente de quem de direito.

Adriana Pedro,  por exemplo, diz que tratado o  Bilhete do seu filho em Março do ano em curso , mas até hoje não recebe o documento, porque não ‘molhou às mãos dos funcionários’. “É muito triste isso”, lamentou.

 Coordenadores de quarteirões também mixam

DURANTE a nossa estadia no local, ficamos a saber que os coordenadores dos quarteirões do bairro Boa Esperança abandonam os seus locais de trabalho para ‘mixarem’ no posto de registo, uma vez que são conhecidos dos funcionários e facilitam o processo de tratamento de documentos. A nossa equipa de reportagem tentou ouvir a responsável máxima da instituição, mas esta remeteu-se ao silêncio.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados