Marginais munidos com armas de fogo levam mais de 3 milhões de kwanzas durante assalto no Zango - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

URGENTE: Acidente de viação no Patriota envolvendo 4 viaturas mata efectivo da PNA Governador de Luanda faz primeira visita de auscultação Detido cidadão que matou amigo e tentou desfazer-se do corpo queimando-o com plástico Fim de 'Balotelli' - Líder do grupo UTC morto à facada e cortado pénis pelo grupo rival
×

Marginais munidos com armas de fogo levam mais de 3 milhões de kwanzas durante assalto no Zango

Marginais munidos com armas de fogo levam mais de 3 milhões de kwanzas durante assalto no Zango


Quatro marginais, até ao momento não identificados, que se faziam transportar em duas motorizadas, de cor preta, sem matrículas, assaltaram um funcionário da empresa Electron, agente da ENDE, na manhã desta segunda-feira 19, no Zango 2, quando a vítima preparava-se para depositar 3 milhões e 948 mil kwanzas num dos bancos do município, que está justamente a escassos metros da referida empresa.

Por: Matias Miguel

Daniel Ananás, director do “Grupo Electron” explicou ao NA MIRA DO CRIME que o assalto aconteceu a pouco mais de 6 metros da empresa.

“Eu estava no meu gabinete quando funcionários entraram assustados e as pressas, informando que haviam sido assaltados na porta da empresa, por quatro elementos fortemente armados”, recordou.

“Eles estavam com pistola e AKM cano serrado, colocaram o financeiro, receberam a pasta do dinheiro sob forte ameaças de morte, quando ele e mais um colega tentaram reagir,  aproximaram-se duas motorizadas com dois marginais, um armado com AKM e um de apoio com uma pistola e perguntaram se queriam morrer", explicou.

Para não acontecer o pior, a vítima e colega que assistiram o assalto optaram por recuar e os bandidos levaram a pasta do dinheiro.

“É rotina às segundas-feiras fazermos depósitos no banco que está a apenas alguns metros da nossa loja, é apenas atravessar a rua, só acumulamos estes valores porque os bancos não abrem aos fins-de-semana”, lamentou.

De acordo com o responsável, o financeiro é sempre acompanhado pelo segurança, só que, justamente neste dia o escolta não estava presente.

Ananás é de opinião que existe algum funcionário envolvido no esquema, porque os marginais dominavam a informação do percurso do financeiro, o horário, a cor da pasta.

“Houve sim alguma pista, sem medo de errar, este ano todos os agentes da ENDE a nível de Viana já foram assaltados, e com saldo de uma morte, do funcionário do Agente Figueira & Filhos”.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados