Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

UNITA mantem Congresso para Dezembro e suspende militantes que impugnaram o processo   DIIP desmantela rede de tráfico de seres humanos Mais de 90 quilos de cocaína e crack incinerados pelo SIC Segurança encontrado morto com tiro na cabeça no Cazenga
×

PR envia mensagem de condolências pela morte de Jacques Chirac

PR envia mensagem de condolências pela morte de Jacques Chirac


O Presidente da República enviou este sábado as condolências ao chefe de Estado francês pela morte do antigo Presidente da República de França Jacques Chirac, classificando-o de "grande e proeminente político francês".

"Foi com bastante consternação que tomamos conhecimento do passamento físico de Jacques René Chirac, antigo Presidente da República Francesa, ocorrido no dia 26 de setembro de 2019", escreve João Lourenço na missiva enviada a Emmanuel Macron.

"Inclino-me condoído sobre a memória desse grande e proeminente político francês, que colocou ao serviço da França o seu saber para salvaguardar os grandes princípios de Liberdade, Igualdade e Fraternidade, pelos quais pugnou durante a sua vida pública nos diferentes cargos que exerceu com mestria", acrescenta o chefe de Estado angolano.

"Quero assim, expressar a Vossa Excelência, em nome do Povo Angolano, do Executivo e no meu próprio, os nossos mais profundos sentimentos de pesar, ao povo e ao Governo francês, e aos familiares e amigos do malogrado", conclui João Lourenço.

Jacques Chirac, que assumiu a Presidência francesa entre 1995 e 2007, encontrava-se doente há vários anos e estava afastado da vida pública.

Os mandatos de Chirac como presidente ficaram marcados pelo "não" à segunda guerra do Iraque, iniciada pelos Estados Unidos em 2003, pelo fim do recrutamento militar, pelo reconhecimento da responsabilidade do Estado francês por crimes nazis na Segunda Guerra Mundial e pelas posições sobre a degradação do ambiente.

Chirac também foi o primeiro Presidente francês condenado pela Justiça.

Em 2011, Jacques Chirac foi condenado a dois anos de prisão com pena suspensa por um caso de emprego fictício quando era presidente da Câmara de Paris.

Jacques Chirac conseguiu conquistar a Presidência francesa em 1995, depois de duas candidaturas sem sucesso (em 1981 e em 1988).

Trinta chefes de Estado e de governo estrangeiros já anunciaram sua presença na segunda-feira na cerimónia de homenagem ao ex-Presidente francês, indicou este sábado a presidência francesa.

Estarão presentes os Presidentes da Rússia, Vladimir Putin, de Itália, Sergio Mattarella, e do Congo, Denis Sassou Nguesso; e os primeiros-ministros do Líbano, Saad Hariri, e da Hungria, Viktor Orban, que devem participar na cerimónia pública agendada para as 12:00 (11:00 de Lisboa) de segunda-feira na igreja Saint-Sulpice, em Paris.

Portugal estará representado pelo antigo Presidente da República Ramalho Eanes.

Jacques Chirac morreu na quinta-feira, aos 86 anos.

De acordo com a família, ainda na segunda-feira, a cerimónia fúnebre vai decorrer de forma privada no cemitério de Montparnasse, Paris, onde se encontra sepultada a filha, Laurence Chirac, que morreu em 2016.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados