Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

UNITA mantem Congresso para Dezembro e suspende militantes que impugnaram o processo   DIIP desmantela rede de tráfico de seres humanos Mais de 90 quilos de cocaína e crack incinerados pelo SIC Segurança encontrado morto com tiro na cabeça no Cazenga
×

Frente para Alternância em Angola entra em campo em Agosto com alguns aliados do MPLA

Frente para Alternância em Angola entra em campo em Agosto com alguns aliados do MPLA


Visto como resposta às informações segundo as quais Abel Chivukuvuku teria abandonado a Ampla Frente para Alternância em Angola, esta plataforma esteve reunida esta terça-feira, 27, tendo decidido iniciar a pré-campanha em Agosto. 

Por: Lito Dias

Adalberto Costa Júnior, Abel Chivukuvuku, Filomeno Vieira Lopes e Justino Pinto de Andrade, estes dois últimos do Bloco Democrático, acertaram os últimos detalhes sobre como a Frente se movimentará no território nacional, segundo a nossa fonte, já a partir de meados de Agosto. 

Referiu que o primeiro passo vai consistir na exibição dos mentores do projecto ao eleitorado, devendo a seguir desdobrarem-se em vários eixos.
 "Prevêem arrancar a pré-campanha em grande, com a apresentação de novos integrantes, cujos nomes ainda não foram revelados, embora se fale, nos bastidores, de nomes sonantes da sociedade civil e, também, de algumas figuras do MPLA", precisou a fonte sem mais detalhes. 

O que a fonte  tem certeza é que há negociações a vários níveis no sentido de se formar uma Frente mais inclusiva. A cautela, acrescentou, está na escolha de pessoas que "não venham atrapalhar os reais desígnios da Frente". 

Em recentes declarações à imprensa, Chivukuvuku, visivelmente saturado com a ilegalização do projecto PRA-JA - servir Angola, pelo Tribunal Constitucional, confessou que não abandonaria o seu "irmão", Adalberto Costa Júnior. 

Com o segundo lugar praticamente conseguido na futura lista de candidatos a deputados, a seguir a Adalberto Costa Júnior, tudo indica que Chivukuvuku não desistirá do projecto que apenas o ajudará a recuperar o seu protagonismo, esfumado depois de corrido da CASA-CE. 

Sabe-se, entretanto, que a primeira saída de ACJ depois de voltar do exterior do país será para Benguela onde, no dia três de Agosto, se vai assinalar mais um aniversário  natalício do líder fundador da UNITA, falecido em 2002. 

Desconhece-se se a ocasião será aproveitada para proceder-se à apresentação formal dos cabecilhas  do projecto. 

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados