Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

UNITA mantem Congresso para Dezembro e suspende militantes que impugnaram o processo   DIIP desmantela rede de tráfico de seres humanos Mais de 90 quilos de cocaína e crack incinerados pelo SIC Segurança encontrado morto com tiro na cabeça no Cazenga
×

Cabala e perseguição: Administrador de Viana tem a ‘cabeça’ a prémio

Cabala e perseguição: Administrador de Viana tem a ‘cabeça’ a prémio


Manuel Marques de Almeida Pimentel, Administrador municipal de Viana está a ser ‘coagido’ a abandonar o cargo por um grupo de indivíduos não identificados, supostamente, expulsos da nova gestão admnistrativa, sob acusação de nada estar a fazer ou de fazer o verbo encher a frente da admnistração do municipio satelite de Luanda.

Por: Matias Miguel

Segundo apurou o NA MIRA DO CRIME, circula nas redes sociais uma carta denúncia, com um teor comprometedor para Manuel Pimentel, Administrador de Viana que, preferimos não recapitular o que foi publicado para não alinharmos no mesmo diapazão.

Viana é o município mais populoso de Luanda. Carrega consigo problemas de toda espécie, sendo o mais gritante, a ‘guerra’ pelos terrenos, situação que há muito tem sido denunciada pelo facto de além de cidadãos normais estarem metidos nestas negociatas, altas patentes da Polícia Nacional e até mesmo das Forças Armadas Angolanas o que tem dificultado grandemente a acção de quem governa, enquanto civil, embora as acções do Estado ultrapassem qualquer cargo ou patente, sendo presente que quem representa o Estado deve impor respeito.

‘Cabeça’ de administradores e procuradores já rolaram

Um experimentado funcionário da Administração de Viana ouvido a respeito alega que o problema está no próprio partido dos ‘camaradas’ e que dirige o país há 45 anos.

“Portanto, Manuel Pimentel é apenas mais uma vítima dos detractores que ali se encontram. Pois, em quatro meses à frente da administração diria que ele ainda está a radiografar Viana e neste curto espaço de tempo já mostrou que conhece os problemas de Viana”, apontou, sublinhando que, como arquitecto, o actual edil de Viana sempre prestou o seu saber aos anteriores administradores.

Pela sua especificidade e diversidade, o município de Viana é o que mais contribui para a Conta Única do Tesouro (CUT) com a arrecadação de receitas na ordem dos 100 milhões de Kwnzas por mês, ao contrário dos 15 milhões que era cabimentada ao CUT, antes da chegada de Manuel Pimentel na administração do município satélite de Viana.

O calcanhar de Aquiles dos seus detractores, segundo denunciam alguns entendidos na matéria, está no facto de terem sido dispensados.

“Eles como eram gatunos, foram expulsos da administração e as receitas estão a reverter-se a favor do Estado na Conta Única do Tesouro”, apontam.

Entretanto, na visão destes entendidos, que preferem falar sob anonimato em função de temer possíveis represálias, o que falta apenas para sentenciar a organização destes malfeitores será quando um responsável renomado for conduzido as celas pelo facto de apadrinhar invasores de terras, situação bastante comum em Viana.

“São homens de altas patentes, de quase todos os organismos do Estado. Estou a falar, por exemplo, de homens do Serviço de Investigação Criminal (SIC), Procuradoria Geral da República (PGR), Polícia Nacional (PN) e pessoal da própria administração como os cérebros que delegam os jovens e os protegem”, desabafou.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados