Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Cuito: Detido cidadão que matou adolescente e deitou corpo na fossa Gangues tiram o sono aos moradores do Zango III Marginal “abatido” por supostos agentes do SIC na Estalagem Treze pessoas devoradas por Jacarés no Cuando Cubango
×

Caso Mota Liz: Continua o julgamento do jornalista angolano Carlos Alberto

Caso Mota Liz: Continua o julgamento do jornalista angolano Carlos Alberto


Aconteceu, ontem, segunda-feira, 23, na 6ª secção da sala dos crimes comuns do Tribunal Provincial de Luanda, a segunda sessão do julgamento do director do portal "A DENÚNCIA", o jornalista Carlos Alberto, onde é acusada três crimes pelo vice-procurador da república Mota Liz.

Mota Liz que não se fez presente na sessão de ontem por estar de malas feitas para uma viagem ao exterior do país para tratar da sua saúde, segundo apurou o NA MIRA DO CRIME no local.

A secção teve início por volta das 11h, onde foram ouvidas várias testemunhas arroladas ao processo.

Realce para Pedro Lukau, o suposto proprietário do terreno que Mota Liz diz ser o proprietário e o secretário do sindicato dos jornalistas Teixeira Cândido.

Esse último, convidado pela equipa de advogados que defende o jornalista Carlos Alberto para esclarecer prováveis atropelos à lei de impresa, a ética e deontologia profissional da matéria em causa.

Após várias horas, de uma sessão bastante concorrida e aturada, o juiz deu por encerrada a sessão, mas com o compromisso de continuar a ouvir as outras testemunhas arroladas ao processo na próxima sessão. No final, algumas pessoas que presenciaram a sessão, confessaram ao "Na Mira do Crime", não terem ficado muito satisfeito na forma como algumas vezes os advogados de defesa foram tratado por parte do corpo de juízes.

Dizem terem notado um certo tratamento diferenciado entre as duas equipas de advogados. E esperam ver mudanças no tratamento nas próximas sessões.

De lembrar que Carlos Alberto é acusado de crimes de difamação, denúncia caluniosa, e abuso da liberdade de imprensa após ter divulgado no pretérito dia 15 de Maio de 2021 no seu portal, A DENÚNCIA, matéria referente a um suposto envolvimento do vice-procurador Mota Liz num esquema de usurpação de imóvel, abuso de poder, tráfico de influência e associação de malfeitores.

 

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados