Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

UNITA mantem Congresso para Dezembro e suspende militantes que impugnaram o processo   DIIP desmantela rede de tráfico de seres humanos Mais de 90 quilos de cocaína e crack incinerados pelo SIC Segurança encontrado morto com tiro na cabeça no Cazenga
×

Moxico: Governo denuncia falta de organização dos operadores na escassez de combustível

Moxico: Governo denuncia falta de organização dos operadores na escassez de combustível


O Governo do Moxico analisou, na tarde desta segunda-feira, 06 de Setembro, a problemática do abastecimento de combustível, tendo garantido, na ocasião, que não há escassez de combustíveis, como denunciam vários cidadãos em virtude das logas filas e enchentes registados nos postos de abastecimento.

Por: Patrícia da Silva

Na visão do Governo provincial do Moxico, liderado por Gonçalves Muandumba, o sector carece de melhor organização e responsabilidade por parte dos agentes ligados à venda e distribuição dos combustíveis, medidas que podem facilitar os cidadãos que procuram abastecer as suas viaturas, motorizadas e outros equipamentos.

Em razão das enchentes registadas nos pontos de abastecimento de combustível no Luena, o Governador Provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, convocou uma reunião que decorreu no Salão Nobre do Governo, para abordar a problemática da distribuição de combustível, especialmente as dificuldades de abastecimento de gasóleo e gasolina nas bombas da cidade do Luena e nos demais municípios da província.

Segundo uma nota enviada ao NA MIRA DO CRIME, participaram do encontro, para além de Membros do Governo, os responsáveis da Sonangol, dos Serviços de Investigação Criminal (SIC) e da Empresa Pública De Produção De Electricidade (Prodel).

Não há razões para a escassez de combustível

Na abertura da reunião, o Governador Provincial foi peremptório em afirmar que pelos dados fornecidos pelos Órgãos Centrais do Executivo, não existem razões para a escassez de combustível no Moxico, tendo aferido, junto dos responsáveis a nível local, sobre as questões por detrás das “filas intermináveis” nas bombas e do tumulto causado nos últimos dias.

Por seu turno, o Coordenador Comercial da Sonangol, Jesus Caetano, esclareceu que não há escassez do produto, tratando-se apenas de um atraso na reposição de estoques, especialmente da gasolina, não tendo, entretanto, adiantado as razões do sucedido, mas reconheceu que será necessário imprimir uma melhor organização e maior fiscalização do processo de abastecimento, distribuição e venda de combustíveis.

O responsável garantiu que várias medidas estão a ser implementadas para reverter a situação, através de acções inspectivas nas principais bombas da cidade, em que foi verificado que os tanques tinham quantidades suficientes de gasóleo. Foi  efectuado o reabastecimento de 166 metros cúbicos de gasolina, sendo que nos últimos dias foram distribuídos 100 mil litros do mesmo produto.

Recomendada transparência e melhor coordenação

Por outro lado, os Membros do Governo do Moxico recomendaram maior transparência no processo de distribuição e venda de combustíveis, além de uma melhor coordenação entre os responsáveis directamente ligados ao sector e os órgãos da Administração Local, no sentido de se evitar constrangimentos e tumultos desnecessários no seio da população.

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados