NOTA POSITIVA: Comandante-geral da Polícia Nacional ‘puxa dos galões’ e exerce a função (de - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

URGENTE: Acidente de viação no Patriota envolvendo 4 viaturas mata efectivo da PNA Governador de Luanda faz primeira visita de auscultação Detido cidadão que matou amigo e tentou desfazer-se do corpo queimando-o com plástico Fim de 'Balotelli' - Líder do grupo UTC morto à facada e cortado pénis pelo grupo rival
×

NOTA POSITIVA: Comandante-geral da Polícia Nacional ‘puxa dos galões’ e exerce a função (de facto)

NOTA POSITIVA: Comandante-geral da Polícia Nacional ‘puxa dos galões’ e exerce a função (de facto)


O Comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-geral Arnaldo Manuel Carlos, está a demonstrar que tem “pulso firme” na condução da Corporação. Nos últimos dias, tem efectuado diversas actividades e visitas às unidades policiais para verificar a prontidão das forças e garantir segurança às pessoas e instituições democráticamente constituídas em todo o território nacional.

Por: NA MIRA DO CRIME

O Comandante-geral tem passado a mensagem de que a Corporação não irá permitir actos de desordem ou rebelião, alertando que o País tem lei. Arnaldo Carlos tem igualmente incentivado os cidadãos a respeitarem as autoridades.

"É necessário que se respeitem os dirigentes, é necessário que se respeitem as autoridades. Não é democracia ir às redes sociais destratar as pessoas e as instituições", refere o Comandante-geral, acrescentando que “temos observado que certas pessoas, de forma individual, ou em grupo, promovem, através das redes sociais, actos de rebelião e incentivam o vandalismo. Nós não vamos dar espaço a estas pessoas, porque qualquer País tem lei. Tanto é que estes cidadãos estão a ser detidos para serem responsabilizados criminalmente".

O Comandante-geral, diferente do que se cogitava, apontando-o como um elemento mais teórico, que se deixava ofuscar pela “sombra” do ministro do Interior, Eugénio Laborinho, tem sabido combater, com firmeza, a corrupção, o amiguismo, a bajulação, o nepotismo e as intrigas, maus hábitos que se instalaram no seio da corporação e que têm manchado o bom nome e imagem da Polícia Nacional.

Por outro lado, está a incutir nos efectivos o verdadeiro sentido do dever, disciplina e honra para que a Polícia Nacional continue a garantir as medidas de segurança para o cumprimento da lei e elevar os níveis de segurança no país.

Não é em vão que, nos últimos dias, principalmente em diversas zonas de Luanda, a Polícia não está a dar tréguas aos delinquentes.

Diversas acções estão a ser levadas a cabo e muitos criminosos, alguns dos quais rotulados como “altamente perigosos”, estão a ser detidos, para alívio dos cidadãos.

O trabalho do Comandante-geral no sentido de incutir na população o sentimento de segurança e tranquilidade é a Nota Positiva desta semana, pois, como ele próprio disse, “o nosso País só vai desenvolver se haver segurança e se haver respeito entres as pessoas. Temos que elevar os níveis de segurança porque o desenvolvimento de um país depende deles, ninguém aceita investir num país onde não há segurança. Por isso, temos sido implacáveis. Somos um órgão muito forte e estamos preparados para garantir a segurança do País", afirma o Comissário-geral, Arnaldo Manuel Carlos.

Que o foco continue a ser esse e que as forças correspondam ao esforço e anseios do seu Comandante-geral!

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados