Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Polícia começou hoje a "desarmar" as empresas de segurança Cuito: Detido cidadão que matou adolescente e deitou corpo na fossa Gangues tiram o sono aos moradores do Zango III Marginal “abatido” por supostos agentes do SIC na Estalagem
×

Porta-voz dos Serviços Prisionais acusa série policiais factor de fuga nas cadeias do país

Porta-voz dos Serviços Prisionais acusa série policiais factor de fuga nas cadeias do país


POR: NMC - Belchior Resende

Menezes Cassoma, porta-voz dos Serviços Penitenciários, em entrevista à Rádio Luanda, fez saber que a 'fuga em massa' que se tem registado nos últimos tempos nas cadeias do país, "são culpa das séries policiais e da globalização".

Em pouco mais de três meses, mais de cinco reclusos evadiram-se das cadeias de Angola.

Lembre-se que o traficante conhecido por Higino Duarte Regalo “Advogado Pablo” como é mais conhecido, condenado a 10 anos de prisão por acusação de tráfico internacional de drogas, fugiu da Clínica Girassol em Luanda, após ter sido transferido pelo Hospital Prisional de São Paulo, devido a gravidade da sua doença.

De acordo com Menezes Cassoma, porta-voz dos Serviços Penitenciários, por razões de saúde o prisioneiro cumpria a pena no Hospital Prisão de São Paulo, mas, por questões de especialidade foi encaminhado para a clínica Girassol a fim de fazer exames complementares.

Conhecido por "Advogado Pablo", o condenado pertencia a uma associação de malfeitores que traficava cocaína entre o Brasil, Angola e Nigéria, num esquema devidamente idealizado, para além dos crimes de burla, falsificação de documentos e abuso de confiança.

Em 2017 foi detido no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro com um quilo e 400 gramas de cocaína, dissimulada numa mala proveniente do Brasil.


Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados