Angola e EAU assinam acordo para construção de quatro parques de energia solar - Na Mira do Crime
Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

NOTA NEGATIVA: Chineses ‘avacalham’ angolanos em solo pátrio sob olhar impávido das autoridades Irmão de C4 Pedro e filho do PCA da Gesterra: Bandidos provenientes de famílias com ‘posses’ capturados durante assalto na Via Expressa Centro de Saúde 'Palanca II' com casas de banho sem condições de higiene Corrupção na Inspecção do Comando Geral: Trânsitos obrigados a pagar 600 mil Kwanzas para evitar processo disciplinar
×

Angola e EAU assinam acordo para construção de quatro parques de energia solar

Angola e EAU assinam acordo para construção de quatro parques de energia solar


As províncias da Huíla e do Namibe vão beneficiar, a curto prazo, da construção de quatro parques de energia solar, no âmbito de um acordo assinado entre o Governo angolano e empresa Masdar, dos Emirados Árabes Unidos.

Rubricado esta terça-feira, em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, na presença do Presidente João Lourenço, o projecto prevê gerar cerca de dois gigawatts de energia solar.

A construção dos parques inscreve-se na estratégia do país para atingir a segurança energética, informou o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, à imprensa.

Modernização da Unicargas

No sector dos transportes, Angola e os Emirados Árabes Unidos (EAU) reforçaram a sua parceria com a assinatura de termos de compromisso entre a Unicargas e Abu Dhabi Ports.

Ainda neste sector, foi rubricado um Acordo Quadro com Abu Dhabi Ports, para troca de informações nas áreas entre as duas entidades.

No final do acto, o ministro angolano dos Transportes, Ricardo Abreu, sublinhou o facto de a Abu Dhabi Ports ser também reguladora e supervisora da actividade marítima e portuária.

Disse que o acordo tem várias componentes, tendo destacado a da construção de terminal marítimo e da formação de quadros.

Angola e os Emirados Árabes Unidos mantêm laços de cooperação em sectores como petróleo e gás, comércio, investimento, energia, defesa, transportes, agricultura, pesca, banca, telecomunicações e finanças.

C/Angop

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados